AFINAL, QUEM SOMO NÓS?

Quem somos nós que nos arvoramos de juizes implacáveis quando avaliamos os outros e somos tão benevolentes com as nossas limitações, fraquezas e erros?
Quem somos nós que nos julgamos tão fortes quando temos que nos posicionar diante da sociedade em que vivemos, quando na verdade nem sequer temos coragem de enfrentar a nós mesmos, nossa consciência, nossas verdades íntimas?
Quem somos nós que esperamos tanto pelo carinho, pelo afeto, pela compreensão; que reclamamos tanto de falta de atenção, quando nunca nos preocupamos em compreender os outros, suas necessidades, suas carências?
Quem somos nós que compramos quase tudo, que negociamos os preços, que reclamamos dos custos, quando na verdade preferimos muito mais pagar, do que conquistar, construir, descobrir, fazer? Quem somos nós que desejamos ser aceitos, respeitados e acreditados; mas que quase nunca confiamos, entendemos e verdadeiramente nos preocupamos com o que está se passando com quem convivemos?
Quem somos nós que nos consideramos tão sábios e inteligentes, tão capazes e preparados e não damos conta de orientar nossos filhos, nossa família, nossos amigos?
Quem somos nós que nos percebemos criativos e inovadores e vivemos praticando e defendendo os mesmos valores e tradições de uma época onde o conhecimento não era tão amplo e democrático?
Quem somos nós, construtores de teses brilhantes, mas que nem sequer temos um plano pessoal e consistente?
Quem somos nós que buscamos tanto evidenciar a melhora da aparência e não cuidamos quase nada do nosso eu interior? Que nos julgamos donos de tudo e nem propriedade da gente mesmo temos? Quem somos nós que vivemos pedindo e reclamando e nunca nos lembramos de agradecer e apreciar as maravilhas que nos são constantemente proporcionadas?
Afinal, quem somos nós?
Que podemos ser quase tudo e nos conformamos em não ser quase nada…

Celso Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>